segunda-feira, 18 de outubro de 2010

"O Bicho Papão no imaginário infantil"





Como estamos em outubro, o mês das crianças, resolvi escrever hoje sobre a estória de uma escultura que gostei muito de fazer, lá na Alemanha, e que era especialmente direcionada para as crianças.
Seu nome era "O Bicho Papão no Imaginário Infantil"


Essa escultura foi feita no Concurso Internacional de Esculturas em Areia que participei em 2009, na cidade de Leipzig. Foi a primeira vez que o Brasil foi representado em um Concurso na Alemanha, e era um concurso para duplas, então participamos eu e meu marido, Sérgio Luciano Pinto. Participaram também escultores da Alemanha, Austrália, Singapura, Japão, Canadá, EUA, México, Holanda e Irlanda.

O tema foi sobre figuras fictícias famosas em cada país .Resolvi então fazer algo que contasse sobre a lenda do Bicho Papão, e que transmitisse o quanto os adultos aterrorizam as criancinhas com isso. Para isso pesquisei um pouco e descobri alguns detalhes que compunham essa lenda, como por exemplo o fato de que o Bicho papão (que em alguns lugares chamam de homem do saco), viria à noite andando sobre os telhados.... e que pegaria todas as crianças que não foram dormir na hora certa ou que disseram mentiras ou ainda que desobedeceram ordens dos pais....
Para a criança que quisesse manter o monstro glutão longe de seu telhado a única saída seria ser uma "santinha"

Ah! Mais um detalhe sórdido: o monstro traria em uma das mãos um saco onde prenderia as crianças e o que ele faria depois com elas ninguém sabe dizer....fica a cargo da imaginação de cada um......Terrível!!!!!
Tentei voltar mentalmente aos tempos de criança e sentir o impacto dessas ameaças no coração infantil....e o quanto esse monstro deve parecer enorme, pavoroso, ameaçador e destruidor para elas....e saiu isso:


A escultura tinha 5 metros de altura e ocupava uma área de 16 metros quadrados, ou seja, "toneladas de areia a serem esculpidas em apenas cinco dias". É um desafio enorme, uma corrida contra o tempo, em que não se pode parar nem para pensar, simplesmente você tem que sair cortando e esculpindo, dando forma e acabamento o mais rápido que puder.

Foi super divertido fazer esta escultura, pois em frente a ela havia um quadro com a explicação sobre a lenda que estava sendo representada (em inglês e alemão) e enquanto eu e o Sérgio trabalhávamos, íamos ouvindo os pais e avós que visitavam o evento contando para as criancinhas alemãs o que aquilo representava, e todos riam muito ao ver as crianças ficarem apreensivas, pensando se estavam sendo obedientes ou não, num profundo exame de consciência. Foi muito interessante a interação do público!!! Valeu a pena!


Foto do quadro explicativo sobre a escultura e o curriculum dos artistas (em frente à escultura de cada dupla havia um quadro como este)

E o texto sobre a lenda do bicho papão era o seguinte:

“The Bicho Papão” (Hungry Monster)

It is fictitious figure of many societies which represents a reprehensive action, causing fear in children if they don´t be obedient.

The plot is about the bad things that can happen to children in case they move away or annoy their parents.

The “bicho papão” took children and put in a bag and what it do whith them is also the result of their imagination.

Its shape is not described being a part of childish imaginary.

The story of “bicho papão” is similar to many descriptions in various places in the world, called differentially.

The versions presents that the hungry monster chase naughty children. It appears to pick liar children up, those who are desobedient and say bad words or those who don´t want to sleep in the right time.

It is not interested in polite and obedient children, and those Who sleep at the right time.

Traditionally it comes from the roof of the house, with a bag in the hand to catch the children that it is interested, as discribed above.

So, if children want to keep the monster away, them must be polite and obey this parents. Otherwise, they can be visited unexpectedly. In other words, they most learn to say sorry and do not repeat a mistake.

Title of the sculpture: The “bicho-papão” in the childish imaginary

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Aqui a foto do bloco de areia antes de começar a escultura.....


E aqui a foto do momento em que terminamos o trabalho! Uffa!!!!

3 comentários: